quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Primeiro e Último Post (... pelo menos de 2016)


Boa tarde, queridos Ex-Alunos e Ex-Colegas de Trabalho...

Hoje eu fui desligado das minhas atividades como professor no Colégio Politécnico Bento Quirino.

Após 9 anos (e pouquinho, entrei em outubro de 2006), de preparação de aulas, planos, ministrar aulas, moderar experimentos e seminários, semanas de estudos, várias reuniões com colegas de trabalho, coordenadores, direção e também com os pais.

Após nove anos de empolgações, decepções, reinvenções da prática como educador, discussões com colegas e alunos, de muitas risadas e algumas tristezas, tendo meu trabalho reconhecido, sendo escolhido às vezes como paraninfo ou homenageado, vendo a ascensão de alguns alunos quase desenganados e a decadência de outros muito promissores, de divergências e concordâncias, mas no final... De muita Perseverança e Fé.

Dos coordenadores, trago diversas lembranças, mas a melhor de todas foi o acolhimento que tive no meu primeiro ano. O Bentinho apareceu para mim num momento muito decisivo em minha vida. E apesar de todas as diferenças que tivemos durante meu exercício de educador, sei que acreditaram em meu trabalho, e fiz o que pude para auxiliá-los no deles (que não é pouca coisa).

Dos colegas de trabalho, trago memórias mais diversas ainda! Há aqueles com os quais pouco falei durante todo esse tempo, por vê-los pouco, ou por não ter muitas coisas em comum, há aqueles com os quais sempre surgia algum assunto divertido, há aqueles que junto a mim passavam muito tempo a reclamar das coisas, há aqueles cuja implicância mútua beirava o desentendimento ou o bom humor. E apesar de todas as dificuldades que enfrentamos juntos, eles sempre tiveram o coração aberto para me receber, mesmo sabendo o quão temperamental eu posso ser às vezes.

Dos funcionários em geral... Minha memória só traz carinhos! Que pessoas maravilhosas, sempre solícitas! Sejam inspetores ou da limpeza, da portaria ou do administrativo. Quantas vezes precisei de socorro com Data-Show, sala de informática, fotocópias de última hora, até idas ao banheiro repentinas. Quem estava lá para te cobrir? Os maravilhosos inspetores e inspetoras!

Dos alunos, ah, meus queridos alunos... Trago mais memórias do que meu cérebro pode armazenar. Elas pairam sobre minha cabeça hora como estrelas, hora como nuvens, mas estão sempre lá. Alguns nomes caíram no esquecimento, infelizmente... Outros, nunca sairão da ponta da língua. Mas o mais bonito de tudo é ver como a grande maioria deles me recepciona quando nos encontramos nas andanças da vida (principalmente nos Shoppings, rs...).

Dos pais, trago memórias sobretudo tristes... Visto que a grande maioria dos que conheci são aqueles cujos filhos enfrentavam algum tipo de problema disciplinar, de aprendizagem etc. Vi muitos deles chorarem, vi muitos deles parecerem perdidos, vi muitos deles completamente incapazes de lidar com um adolescente. Sim, é triste. Mas ao mesmo tempo, houve pais que me deram carona, que me trouxeram lanche espontaneamente quando eu ficava um tempinho a mais na escola para ajudar seu filho (sem cobrar nada, lógico).

Do apoio da minha família, lembro de uma mãe e um pai que muitas vezes tiveram que aturar um Zé chateado, atolado em trabalhos (principalmente em fim de bimestre), por vezes atordoado e até doente, de contrariedade, de estresse, de incapacidade de lidar com algumas mazelas da profissão de educador... Que apesar de maravilhosa, não é fácil às vezes, alguns de vocês devem saber.

Nós somos como Pais que não tem filhos. Pais adotados por filhos que nunca serão nossos. Pais que não são pais, que são tomados como amigos, irmãos, colegas, desconhecidos, até inimigos...

É claro que estes nove anos tiveram seus espinhos. E não foram poucos.

Mas a minha despedida, foi muito sóbria, desligado por um simples remanejamento nas aulas, visto que eu tinha muito poucas (apenas duas em 2015). A despedida foi acalorada, com a certeza do reconhecimento pelo meu trabalho e sabendo que as portas estão abertas, se um dia for propício retornar.

Se eu pudesse contribuir com mais algo no Bentinho, eu diria simplesmente: continuem a...

- valorizar seus professores e suas ideias
- ouvir suas opiniões, e reforçar sua participatividade no processo do ensino
- colocar a evolução do aluno como objeto máximo da instituição
- atualizar a instituição tanto em sua infraestrutura como em suas práticas pedagógicas
- exigir dos pais a postura esperada; a de acompanhar de perto o estudo dos filhos
- contribuir para a formação de cidadãos críticos e preparados para enfrentar o mundo

Despeço-me também deste Blog, que sem dúvida é o mais bem recebido pelos internautas (muitos deles alunos), alcançando mais de 55mil visualizações em 214 postagens. Agradeço a todos que colaboraram com comentários e tiraram dúvidas. Espero que este blog tenha ajudado muita gente.

Os comentários já estão desligados, mas o blog continuará online, visto que há aqui muito conteúdo que muitos podem se beneficiar, sejam professores, alunos ou apenas curiosos pela ciência.

Obrigado a todos!

Desculpem-me por qualquer momento em que não agi como o esperado...

E nos vemos por aí!

Amor e Paz a todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Deixe sua dúvida ou comentário. Responderei assim que puder. Ou, algum colega pode responder sua dúvida por mim. Utilize esse espaço com respeito e ele será útil e agradável a todos!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.