sábado, 24 de dezembro de 2011

A Astronomia e o Natal

Hoje em dia muita gente já tem conhecimento de que o Natal é uma celebração com a data ajustada para satisfazer alguns interesses que remontam ao clero do império romano, mas o que pouca gente sabe é que a própria história de Jesus Cristo pode não passar de uma grande metáfora do trajeto feito pelo Sol no céu durante o período de um ano. E como Astronomia é praticamente a mãe da Física, juntamente com a Astrologia (sim, quele lance de Horóscopo e Signos), nada mais justo do que explicar a vocês o quanto há de Ciência e Misticismo no Natal e na própria vida de Cristo. No entanto saibam que eu não quero contestar a fé de ninguém, mesmo porque eu sou Cristão e não me importa o que aconteceu ou não na época de Cristo, a única coisa que me interessa são seus ensinamentos, que são universais, visto que visam apenas a Paz, Harmonia e Amor entre os seres humanos e a natureza.


Fatos:

1. O Sol não descreve sempre a a mesma trajetória no céu durante o ano, no inverno (do hemisfério norte, o que para nós é o verão) ele vai se "deitando" cada vez mais.
2. Próximo ao período que chamamos de Natal, dias 22 ao 24, o Sol aparece no horizonte sempre na mesma posição, ou seja, ele morre por 3 dias, exatamente no ponto de encontro entre o horizonte e o eixo da constelação do Cruzeiro do Sul (Cruz).
3. Após este período ele volta a se mover, subindo um pouco, mas só vai alcançar sua luminosidade plena em abril, durante a época que chamamos de Páscoa, que no hemisfério norte é marcada pelo início da primavera.


Religião:

1.  Jesus nasceu no ano 1 desta era e viveu até seus 33 anos quando foi crucificado, isto é, morto em um cruz.
2. Diz-se que a data de seu nascimento é 25 de dezembro, porém o símbolo que o representa é Peixes, o que pode significar que ele nasceu durante o mês de peixes (início da primavera boreal) ou que nasceu durante a Era de peixes, da qual ele seria o grande avatar ou um líder espiritual.
3. Diz-se que ele morreu na cruz e ressuscitou no 3º dia, subindo aos céus e depois retornando, como o Espírito Santo.


Mitologia:

1. Vários personagens mitológicas e/ou religiosas nasceram no mesmo dia que Cristo, como Mitra e Krishna.
2. Todos estes personagens passaram por provações como Cristo e tiveram também uma geração e nascimento especiais, bem como 12 discípulos e também foram perseguidos e executados.
3. a palavra cristo vem do grego, Krestus, que quer dizer Ungido, e a única referência que se tem a este personagem é na bíblia, nenhum vários historiadores que viveram nos primeiros séculos da nossa era jamais citou o nome Jesus Cristo ou registrou algo da história deste personagem, tão importante na história do mundo.

Talvez alguns de vocês já tenham notado a relação.

Para alguns estudiosos a história de Cristo não passa de uma fábula muito bem elaborada para conseguir contem a avalanche cristã que não parava de crescer. Porém, eu acredito que Cristo não apenas existiu como fez muitas das coisas que lhe é atribuída, porém, ele pode não ter passado de um homem comum, que soube transmitir palavras de amor e liberdade do espírito, temas que incomodaram e muito os líderes políticos e religiosas da época. Porém, suas palavras foram distorcidas, mal utilizadas e muito se matou em seu nome, o que é uma verdadeira tristeza. E hoje vivemos em uma época que muitos como ele são sacrificados, por lutarem pela humanidade, por dizer a verdade, por querer um mundo mais justo, e não diferente de 2000 anos atrás, isto AINDA incomoda muito os líderes políticos e religiosos etc.

A explicação:

Cristo é o típico avatara solar. Sua história nada mais é que uma interpretação do que ocorre com o Sol durante o ano. O Sol nasce (e renasce) na primavera, quando seu brilho esta para alcançar o maior esplendor, aquecer as casas e trazer a vida às plantações. Assim como Cristo, o Sol ilumina nossas vidas e nos liberta, permitindo que não temamos mais as trevas e e frio, e possamos viver o mundo claro e cheio de vida. Então tempo passa, e ele começa a se deitar, o frio vai chegando e as plantações vão morrendo, a neve cai, as trevas cobrem os céus. Então ele (o Sol) "morre", por três dias, sob a cruz (do Cruzeiro do Sul). Jesus não morreu nem nasceu no Natal, mas a data foi escolhida para se unir às festividades romanas do Solstício.  Então ele (o Sol) renasce, se levanta e seu brilho começa a aumentar, porém sua beleza completa só acontecerá próximo ao período da Páscoa (que pode cair entre 22 de março a 25 de abril), início da primavera, quando o Sol volta a viver, ressuscitado e luminoso, por isso se comemora o renascimento de Cristo apenas neste período, quando o Sol brilha mais forte.

Enfim, desejo a vocês num Natal cheio de alimento para o corpo e para o espírito. Que a cada dia que passa, nos tornemos mais sábios, mais amorosos, mais livres e mais felizes.


FELIZ NATAL!

ps - para mais informações, assista: Zeitgeist.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Deixe sua dúvida ou comentário. Responderei assim que puder. Ou, algum colega pode responder sua dúvida por mim. Utilize esse espaço com respeito e ele será útil e agradável a todos!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.